Scientia

Noticias

Noticias

SIMPÓSIO: Diálogos transatlânticos: contribuições da arqueologia consultiva à pesquisa e proteção do patrimônio arqueológico no Brasil e em Portugal

Em 22/09/2009, a Scientia promoveu, no âmbito do XV Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira, realizado em Belém (PA), de 20 a 23 de setembro de 2009, o simpósio acima, que visou discutir as contribuições da arqueologia consultiva (que corresponde atualmente à esmagadora maioria da arqueologia feita no Brasil e Portugal) à pesquisa e proteção do patrimônio arqueológico em ambos esses países irmãos.

O simpósio, ocorrido entre 16:30 e 21:00h, foi  proposto e coordenado pela Dra. Solange Bezerra Caldarelli e dividiu-se em duas partes, constando das seis palestras abaixo apresentadas, seguidas de debates com debatedores oficiais, e abertos ao final para o público presente:

PALESTRAS E PALESTRANTES:

1. Panorama da arqueologia consultiva em Portugal - Miguel Almeida – Dryas Arqueologia - Portugal

Com a crescente relevância social e econômica da arqueologia empresarial, que corresponde hoje, em Portugal, a cerca de 90% da arqueologia praticada no país, apresenta-se um balanço de como ela se encontra estruturada no País e a luta empreendida pelos profissionais portugueses para que ela se faça de forma competente e com credibilidade científica e ética.

2. Panorama da arqueologia consultiva no Brasil – Solange Bezerra Caldarelli – Scientia Consultoria Científica – Brasil

À arqueologia consultiva, ligada ao licenciamento ambiental de empreendimentos desenvolvimentistas, deve-se, hoje, mais de 90% da pesquisa arqueológica realizada no Brasil, conforme se depreende pelas portarias de permissão/autorização de pesquisa emitidas pelo IPHAN. No Brasil, ela é realizada tanto por empresas especializadas, quanto por universidades, museus e profissionais autônomos. A palestra procura mostrar como se tem caracterizado essa prática arqueológica no país e os desafios que precisa enfrentar, tanto científicos, quanto éticos e organizacionais, para a crescente responsabilidade que o mundo globalizado dela demanda.

3. A proteção e a gestão do patrimônio arqueológico em Portugal – João Pedro da Cunha Ribeiro – IGESPAR-PT (Sub-director).

Apresentar-se-á, nesta palestra, como o órgão responsável pela proteção e gestão do patrimônio arqueológico português se organizou, legal e estruturalmente, para fazer face aos desafios da dinâmica arqueologia preventiva em atividade no país, os desafios que têm demandado sua atuação e as soluções que têm procurado implementar.

4. A proteção e a gestão do patrimônio arqueológico no Brasil – Rogério José Dias – IPHAN/DEPAM/CNA (Coordenador de Pesquisa e Licenciamento Arqueológico).

Apresentar-se-á, nesta palestra, como o órgão responsável pela proteção e gestão do patrimônio arqueológico brasileiro se organizou, legal e estruturalmente, para fazer face aos desafios da dinâmica arqueologia preventiva em atividade no país, os desafios que têm demandado sua atuação e as soluções que têm procurado implementar.

5. Complexo Perdigões: contribuições da arqueologia preventiva ao conhecimento de um conjunto pré-histórico de mais de cinco mil anos – Miguel Lago – ERA Arqueologia.

Desde 1997, a ERA Arqueologia dirige as pesquisas arqueológicas no Complexo Perdigões, que vem despontando como um sítio de referência no âmbito da investigação da pré-história recente européia. A palestra sintetizará as pesquisas neste importante conjunto arqueológico, mostrando as principais descobertas feitas e os planos existentes para a continuidade das pesquisas, a preservação e a valorização deste monumento da arqueologia ibérica.

6. Educação patrimonial para funcionários de empreendimento minerário de grande porte: conhecer para preservar - Maria do Carmo Mattos M. Santos, Eneida Malerbi e Fernanda Araújo Costa – Scientia Consultoria Científica - Brasil

Considera-se que os profissionais de diversas categorias atuantes na instalação e operação de um empreendimento de grande porte constituem os principais agentes de processos que geram impacto direto sobre os recursos arqueológicos.

Com os objetivos de divulgar o patrimônio arqueológico conhecido e de prevenir a destruição do patrimônio potencialmente existente na área de intervenção de grande mineradora brasileira, a Scientia desenvolveu atividades educativas junto a este público focal.

Na palestra, serão apresentadas as ações que foram especialmente preparadas para propiciar a construção de noções de patrimônio e sua prevenção, a partir do conhecimento que os sujeitos têm de seu meio natural e cultural.

Tratou-se também de testar um projeto-piloto passível de reprodução em outros empreendimentos semelhantes.

DEBATEDORAS:

- Dra. Maria José de Almeida, Associação Profissional de Arqueólogos, Portugal.

- Dra. Fernanda B. Tocchetto, Museu Joaquim José Felizardo, Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, Brasil.

Incentivo a iniciativas científicas, culturais e educativas

  • Parceria com o Clubinho da Tartaruga do Programa Quelônios da Amazônia, desenvolvido pelo Instituto Chico Mendes para a Biodiversidade.
  • Apoio parcial ao XVII Seminário de Iniciação Científica do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT), Belém, 2009.
  • Apoio parcial ao II Encontro da Regional Sudeste da Sociedade de Arqueologia Brasileira - SAB Sudeste, Rio de Janeiro, 2009.
  • Apoio parcial ao VI Encontro da Sociedade Brasileira de Arqueologia - SAB Sul, Florianópolis, 2008.
  • Apoio parcial ao XVI Seminário de Iniciação Científica do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT), Belém, 2008.
  • Apoio parcial ao Seminário de Resíduos Sólidos, Coleta Seletiva Solidária e Responsabilidade Socioambiental do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2008.
  • Apoio parcial ao Seminário do Programa de Coleta Seletiva Solidária, Belém, 2008.
  • Apoio parcial à publicação da revista Vestígios: Revista Latino-Americana de Arqueologia Histórica, v.2, n.2, jul./dez. 2008.
  • Apoio parcial ao XV Seminário de Iniciação Científica do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT), Belém, 2007.
  • Apoio parcial ao Evento Comemorativo ao Ano Internacional do Planeta Terra: Água e Meio Ambiente na Amazônia do Museu Paraense Emílio Goeldi. Belém, 2007.
  • Apoio parcial à publicação da revista da Sociedade de Arqueologia Brasileira – SAB, v.14/15, 2003.

Últimas Notícias

08/2014

Making of ...

RS Web Interactive: agenciars.com.br