Scientia

Noticias

Noticias

Resgate da história de Porto Velho

Cerâmicas de JurutiO planejamento para a construção da Usina Hidrelétrica Santo Antônio teve como uma de suas diretrizes principais a preocupação da Santo Antônio Energia com a preservação do passado de Porto Velho (RO). Pensando nisso, a concessionária criou programas de resgate histórico, que são desenvolvidos em parceria com junto com a empresa Scientia Consultoria Científica. Antes de qualquer passo da obra, estudos arqueológicos são realizados para garantir que o patrimônio histórico seja recuperado e estudado. Todo material encontrado na região de construção da UHE, permanecerá em Porto Velho, sendo doado às instituições e aos profissionais que cuidarão da sua preservação para a realização futura de estudos e pesquisas

Passado desvendado

O Programa de Preservação do Patrimônio Arqueológico, Pré-Histórico e Histórico conta com arqueólogos que ajudam a desvendar os costumes dos primeiros habitantes da região, procurando e estudando vestígios deixados por índios e outras populações.
Já os pesquisadores do Programa de Preservação do Patrimônio Paleontológico (a paleontologia estuda a história da vida no planeta) buscam fósseis de animais e plantas nas áreas atingidas pela Usina. O trabalho já rendeu achados importantes como fósseis de boto, peixe-boi, jacaré e peixes já extintos na região, e outros itens inéditos, com aproximadamente 40 mil anos.

Conhecendo a história

"Caiari: revendo o passado, cultivando o futuro" (o antigo nome indígena do rio Madeira) é um programa que busca valorizar o patrimônio histórico junto à população local. Uma das ações é conscientizar os trabalhadores da obra sobre a importância dos itens encontrados.
O mesmo acontece com os moradores das comunidades rurais e da área urbana de Porto Velho, seja por meio de ações diretas ou preparando os professores de escolas para retransmitirem o conhecimento aos jovens. E mais: parte dos vestígios resgatados já estão expostos e à disposição da população, por enquanto, no aeroporto da cidade. A concessionária também está  promovendo um programa de visitas para a população conhecer a história de pontos históricos e turísticos da capital (veja notícia abaixo)

O Trem vai voltar aos trilhos

Cerâmicas de JurutiA concessionária já investiu mais de R$ 1,6 milhão na revitalização de parte da estrutura da EFMM. A primeira etapa deve ser entregue em dezembro: a reforma de um dos antigos galpões. Um projeto de revitalização da área do entorno e de 7 km da via, entre a praça e a entrada da Usina, na Vila de Santo Antônio também está sendo estruturado.
Já os integrantes da Cooperativa de ex-Trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM) estão sendo capacitados para se transformarem em agentes turísticos. Assim, o trem pode voltar a andar nos trilhos e aquecer o turismo na região. A EFMM não recebe cuidados relevantes para preservação há mais de 30 anos.

FONTE: Primeiro Resgate da história de Porto Velho (RO). out. 2009.

Disponível em: www.santoantonioenergia.com.br

Incentivo a iniciativas científicas, culturais e educativas

  • Apoio ao 4º Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto – 4º CBAI, que aconteceu no período de 22 a 26 de Outubro de 2018, na cidade de Fortaleza (CE). Link
  • Parceria com o Clubinho da Tartaruga do Programa Quelônios da Amazônia, desenvolvido pelo Instituto Chico Mendes para a Biodiversidade.
  • Apoio parcial ao XVII Seminário de Iniciação Científica do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT), Belém, 2009.
  • Apoio parcial ao II Encontro da Regional Sudeste da Sociedade de Arqueologia Brasileira - SAB Sudeste, Rio de Janeiro, 2009.
  • Apoio parcial ao VI Encontro da Sociedade Brasileira de Arqueologia - SAB Sul, Florianópolis, 2008.
  • Apoio parcial ao XVI Seminário de Iniciação Científica do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT), Belém, 2008.
  • Apoio parcial ao Seminário de Resíduos Sólidos, Coleta Seletiva Solidária e Responsabilidade Socioambiental do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2008.
  • Apoio parcial ao Seminário do Programa de Coleta Seletiva Solidária, Belém, 2008.
  • Apoio parcial à publicação da revista Vestígios: Revista Latino-Americana de Arqueologia Histórica, v.2, n.2, jul./dez. 2008.
  • Apoio parcial ao XV Seminário de Iniciação Científica do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT), Belém, 2007.
  • Apoio parcial ao Evento Comemorativo ao Ano Internacional do Planeta Terra: Água e Meio Ambiente na Amazônia do Museu Paraense Emílio Goeldi. Belém, 2007.
  • Apoio parcial à publicação da revista da Sociedade de Arqueologia Brasileira – SAB, v.14/15, 2003.

Últimas Notícias

08/2014

Making of ...

RS Web Interactive: agenciars.com.br